A mamata da adesão de atas

Gato Maestro

Desde o nascimento, nós, mamíferos, já chegamos ao mundo querendo uma teta que nos garanta a sobrevivência. Uns mamam apenas o necessários nos primeiros anos. Mas há aqueles que passam a vida inteira pendurado numa teta, na maior mamata. Sempre que uma fonte seca, eles pulam para a seguinte, e assim passam a vida inteira pulando de galho em galho, ou melhor, de teta em teta. Antenado que sou, ouvi dizer que a nova teta do momento é uma tal Adesão à Ata de Registro de Preços. As ratazanas estão todas em polvorosa, aderindo a essa nova modalidade de mamata para ficarem gordas e parrudas. Tem ratazana de Pernambuco que já mamou mais de 200 milhões no Rio, tem ratazana carioca lavando a égua em Minas Gerais e assim por diante. Dizem que a mamata é tão boa que todo mundo fica feliz e fortinho: ganha quem mama e ganha quem dá de mamar, porque, no fim das contas, a ata nem precisa ser sua. Ops, quero dizer, a teta. Basta aderir e pronto! Jredorp! Ops, quero dizer, miau!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *