Dia triste para a França

Gato Maestro

Este gato está realmente macambúzio hoje com a notícia da vitória da Extrema Esquerda na França, país que muito visitei durante minha infância. Uma nação tão pujante e próspera, que no passado sofreu com anos sombrios, voltará a experimentar tempos difíceis com os ratos se mantendo no poder e dando continuidade às suas políticas de destruição da sociedade. Como bons roedores, eles roem tudo o que encontram pela frente: tradição, cultura, legislação, economia, religião e por aí vai.

Com exceção dos ratos vermelhos, nós, animais, não temos ideologias políticas: ficamos sempre do lado do que é bom para a raça. Mas nos últimos anos, não somente eles, mas também o gado da esquerda, resolveram apelidar o cidadão conservador, que zela pela família, pelos bons modos, pela decência e pela boa educação como radical extremista. Na minha humilde opinião, radical extremista é quem busca atacar e destruir dogmas, convenções, tratados, estudos e anos de história e tradição. A mídia militante se refastela de prazer atacando o conservador, enquanto assiste com olhar débil a sociedade caminhando a passos largos para o buraco. Como a imagem do pombo, tão bem descrita pelo professor Olavo de Carvalho. Então, amigos ratos, estufem seus peitos, levantem a cabeça e marchem vitoriosos, sem olhar a m… que vocês fizeram no tabuleiro da democracia. Miau!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *