Mulheres debatem na Alerj o cancelamento unilateral de planos de saúde

Editoria Destaques (4 posts pequenos) Home Política

“A relação dos Planos de Saúde com as famílias brasileiras” movimentou o plenário da ALERJ para tratar das dificuldades vivenciadas por mulheres mães diante do cancelamento de atendimento dos planos de saúde à pacientes em tratamentos contínuos, como crianças atípicas.

O debate na ALERJ fez parte da “Caravana Mulheres pelo Brasil”, organizada pela Secretaria Nacional das Mulheres do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), que em sua edição do Rio de Janeiro, nesta segunda (8), reuniu cerca de 200 lideranças de movimentos sociais, ativistas, estudantes e parlamentares. Na pauta, o debate de estratégias para estimular o empoderamento e a participação feminina na política. Na programação, além dos debates, ocorreram atividades culturais e oficinas.

Representantes da sociedade civil discutiram no plenário da Alerj o cancelamento unilateral que coloca em risco a vida das pessoas. Entre os participantes compareceram o deputado federal pelo PSB-MA e relator do PL dos Planos de Saúde, Duarte Jr.; a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB); Fred Pacheco, deputado estadual e presidente da CPI dos Planos de Saúde da ALERJ, Dani Balbi, deputada estadual pelo PCdoB-RJ, Lilian Beringh, presidente do Conselho Estadual de Enfermagem do Rio de Janeiro-RJ e Fabiane Simão, representante da Associação Nenhum Direito a Menos.

À noite foi realizado o ato político “Caravana Mulheres pelo Brasil” no espaço Garagem 87 (A Garagem Delas), na Rua da Carioca, Centro do Rio, onde a pré-candidata a vereadora no Rio de Janeiro Rafaela Albergaria reforçou a necessidade de união no combate à desigualdade e à violência de gênero, que segundo ela tem assombrado a vida das mulheres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *